segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Acertou quem cravou NRA

Edir Macedo esculacha os anti abortistas
O texto é do bispo Edir Macedo. Ele mesmo, o da Igreja Universal.
Canalhas, existem muitos; mas Edir Macedo é o nosso canalha.

Leia (se quiser, claro) o texto integral no blog do bisbo Edir Macedo.

Quem adivinha o autor do texto?

"Algumas pessoas têm questionado  minha  posição quanto à descriminalização do aborto. Um dos argumentos mais citados é quanto ao mandamento “não matarás”.  Mas, me parece que o engano está na compreensão da totalidade do significado do termo “matar”.
O dicionário Houaiss, entre as várias definições que apresenta para este verbo, diz: “causar grande prejuízo ou dano a; arruinar.” E também: “causar sofrimento a; mortificar, afligir; ferir.” Vemos, com isso, que matar não é somente tirar a vida de alguém, mas também praticar qualquer ato que impeça que alguém tenha vida com qualidade, dignidade, felicidade."

a) Frei Betto;
b) Chico Buarque;
c) Marilena Chauí;
d) Leonardo Boff;
e) NRA

Resposta logo mais às 18h.

Aprendendo com a Bíblia XIII - Deus ordenou que Isaías saísse por aí peladão

Atentem para o tamanho do cajado
É isso mesmo. Essa passagem bíblica é pouco comentada por motivos óbvios mas o deus dos cristãos e judeus ordenou mesmo que o profeta Isaías (aquele profeta que não acertou uma profecia sequer) saísse por aí pregando pelado. Já imaginaram que maravilha? Vocês está no aconchego do seu lar. Batem na porta. Você abre e dá de cara com um cara barbudo, com um cajado enorme (!) e peladão. Você pensa: "o Gentileza ressuscitou e está mais maluco ainda!". Mas não, é o profeta Isaías mesmo. Vamos à leitura do livro sagrado de boa parte da humanidade:

Isaías 20:1 No ano em que Tartã, enviado por Sargão, rei da Assíria, veio a Asdode, e a guerreou, e a tomou,

Isaías 20:2 nesse mesmo tempo, falou o SENHOR por intermédio de Isaías, filho de Amoz, dizendo: Vai, solta de teus lombos o pano grosseiro de profeta e tira dos pés o calçado. Assim ele o fez, indo despido e descalço.

Isaías 20:3 Então, disse o SENHOR: Assim como Isaías, meu servo, andou três anos despido e descalço, por sinal e prodígio contra o Egito e contra a Etiópia,

Isaías 20:4 assim o rei da Assíria levará os presos do Egito e os exilados da Etiópia, tanto moços como velhos, despidos e descalços e com as nádegas descobertas (!!!), para vergonha do Egito.

domingo, 28 de novembro de 2010

A opinião de Janio de Freitas

 O lado mais positivo da operação no Cruzeiro e no Alemão é 
a promessa de que seja um passo inicial

"O ATAQUE TOTAL ao núcleo de bandidos da favela Vila Cruzeiro gerou -e mantém- uma expectativa muito desproporcional aos efeitos que pode produzir sobre a criminalidade armada no Rio.
Encanto generalizado dos cariocas, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, parece o único a perceber e combater a expectativa que, por ironia, vem de seu próprio desempenho. Mas, se é vitorioso neste, é vencido no esforço de conter a crença em resultados imediatos contra a insegurança na cidade e no Estado."

 (...)

"Considerado o todo do Rio, o lado mais positivo da operação no Cruzeiro e no Alemão é a promessa de que seja apenas um passo inicial. Primeira experiência a desdobrar-se, por longo tempo, pelas favelas e cidades de veraneio onde já se refugiam, com sua carga de violência, os desalojados das áreas postas sob controle das Unidades de Polícia Pacificadora, as UPPs.
Para a efetivação de tal desdobramento, muito precisa ser repensado na administração pública e na sociedade. Ou seja, ir contra toda a tradição.
Que reflexões se seguiram, por exemplo, ao grande ataque feito a São Paulo, capital e várias cidades, pelo PCC?"

Leia mais no blog do FAVRE.

Extra! Torcida do Flamengo tensa

IBOPE INFORMA – Flamengo tem a maior torcida do país.
A torcida que mais diminui
BOPE INFORMA – É por pouco tempo!!!

Marcelo Freixo: burro ou mal intencionado?

Psolista Freixo de olho em 2012
É lógico e evidente que o que se está combatendo é o varejo. É importante "patrulhar a baía de Guanabara, portos, fronteiras, aeroportos clandestinos. O lucrativo negócio das armas e drogas é máfia internacional. Ingenuidade acreditar que confrontos armados nas favelas podem acabar com o crime organizado. Ter a polícia que mais mata e que mais morre no mundo não resolve."

Mas o marginal, bandido, assassino que já se formou não vai ficar bonzinho se o estado se limitar a dar creche, escola e assistência social. O bandido deve ser combatido e tirado do convívio social. De preferência sendo preso, mas se resistir tem que ser eliminado fisicamente mesmo. Ou o nobre deputado quer que a polícia tente convencê-lo com argumentos racionais?

"Esse modelo de enfrentamento não parece eficaz. Prova disso é que, não faz tanto tempo assim, nesta mesma gestão do governo estadual, em 2007, no próprio Complexo do Alemão, a polícia entrou e matou 19. E eis que, agora, a polícia vê a necessidade de entrar na mesma favela de novo."

Na verdade, esse Marcelo Frouxo, ou melhor, Freixo, está mesmo é fazendo a sua campanha eleitoral para prefeito em 2012. Demagogia barata típica desse partido cuja maior liderança é a ex-senatriz HH. Acredita nem quem quiser. Ainda bem que são poucos os que vão no papo desse esquerdista boboca.


O artigo integral para quem tiver estômago está em VI O MUNDO.

Valsa de uma cidade

Esta linda canção foi feita por um paraense (Ismael Neto) e um pernambucano (Antonio Maria). É linda demais.

sábado, 27 de novembro de 2010

Marcelo Madureira fica desempregado e põe a culpa no governo

Marcelo Madureira, a partir de janeiro de 2011, vai finalmente conseguir prejudicar o governo. É verdade. Ele vai ficar desempregado e passar a fazer parte do CAGED no lado dos desempregados. Seus patrões da famiglia Marinho já disseram que, a partir do ano que vem, não irá mais ao ar o indigesto Casseta & Planeta. Neste vídeo ele parece que já está sentindo a trolha que vai chegar e usando de argumentos os mais estúpidos, põe a culpa no governo pelo seu retumbante fracasso.

Na verdade, depois da morte de Bussunda, o Casseta desandou. Virou uma verdadeira Organização Tabajara. Fora o fato de que o governo Lula não dá tanto mole quanto os anteriores. Aí,  Madureira faz o que todo direitista, quando se vê contrariado faz. Põe a culpa no governos, nos comunistas, no MST, no Lula, no Tom Jobim, na Floresta da Tijuca (confira o vídeo abaixo). Eu quero encontrar de novo com esse pulha e dizer pra ele que, se quiser voltar pro BNDES, agora ele vai ter de fazer concurso público. Porque na época da ditadura, ele entrou pro banco pela janela. Depois saiu pra trabalhar como palhaço na Globo.

Outras ideias boas pra essa turma seria formar uma empresa de animação de festas infantis. Durante os dias de semana eles poderiam escolher uma praça (de preferência na Zona Sul do Rio) e passar o chapéu depois de algumas performances de gosto duvidoso, como lhes é peculiar.

Momento brega II - a Missão

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Traficantes não tiram o olho da Rede Globo

Sob o pretexto da tal de "liberdade de imprensa", a rede de TV da família Marinho antecipa as futuras ações da polícia aos marginais. Uma beleza para os criminosos.

GPS: Globo Prejudica Segurança


Cabe ao secretário de Segurança a tarefa de apurar quem são os "auxiliares" da Rede Globo.

Violência no Rio: o pitaco PSOLista

 "A farsa da operação de guerra e seus inevitáveis mortos, muitos dos quais sem qualquer envolvimento com os blocos que disputam a hegemonia do crime no tabuleiro geopolítico do Grande Rio, serve apenas para nos fazer acreditar que ausência de conflitos é igual à paz e ausência de crime, sem perceber que a hegemonização do crime pela aliança de grupos criminosos, muitos diretamente envolvidos com o aparato policial, como a CPI das Milícias provou, perpetua nossa eterna desgraça: a de acreditar que o mal são os outros."

A divergência de opiniões é sempre saudável. Mas no texto acima do blog Pragmatismo Político me cheira a coisa do PSOL. Ou seja, a obsessão pela luta eleitoreira é maior do que a busca por uma solução dos problemas. Bem típico de trotskistas e católicos conservadores, segmentos que tem uma forte influência dentro do partido presidido por HH. Observem que um dos "artigos relacionados" é do deputado psolista Marcelo Freixo.

O autor do texto parte de uma série de conceitos válidos para chegar a conclusões que não batem com a realidade em que estamos vivendo. Ou, então, minhas primeiras conclusões estão totalmente errada e trata-se de uma pessoa que vivemos num mundo maravilhoso que somente com reza e muita fé atingiremos nossos objetivos. Se é assim, eu sugeriria ao dono do blog mudar para Idealismo Político.


Momento brega

O vídeo parerce que foi dirigido por Ed Wood. Os músicos até que não são tããão ruins.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Fascismo descarado na USP

 Se o outro não é capaz de ver a luz, então 
que seja jogado na fogueira

Vejam o cartaz de uma das chapas que disputam o DCE da USP. Embalados pela campanha de Serra que beirou o fascismo, a garotada da extrema-direita, vem, agora, colocar suas manguinhas de fora. O nível de irracionalidade daqueles que se auto-intitulam "União Conservador Cristã" é tão grande que colocam na mesma fogueira (olha aí o simbolismo) Fidel, Marx, Fernando Henrique, Hitler, Lula, Dawkins etc. Detalhe: a chapa é majoritariamente de alunos de cursos oriundos das Ciências Humanas (Históri, Letras etc.)

São filhos da educação paulista. Consequência direta de um estado governado por mais de 20 anos por um mesmo grupo (16 só do PSDB). São meninos mimados, preconceituosos, ignorantes e de extrema-direita. Ao menor sinal de ascenção social dos menos favorecidos acendem suas fogueiras e babam de ódio. Seria o ovo da serpente?

A pedidos: o Joel Bueno se disse frustrado por não saber quem são o último da primeira fileira, o do meio da segunda fileira, o segundo da última? Pra ser sincero, além desses, não sei quem é o primeiro da segunda fileira. Alguém ajuda nós (quem sabe um dos autores da peça publicitária)?

Fonte: Maria Frô

Balaio de gatos da extrema-direita cristã paulista

Noblat ironiza a entrevista do presidente aos blogueiros

Tá nervoso? Vai pescar, otário.
O dublê de jornalista e DJ do Senado, o Ricardinho Noblá blá blá afirmou de maneira maliciosa que "avesso a entrevistas, presidente abre agenda para blogueiros chapas-brancas no palácio".

A turma que foi papear com o presidente é chapa-branca MESMO e com muita honra. Bem melhor que você que é um cínico e só passa por "imparcial" para os seus leitores de extrema-direita.

Leia mais no Tudo em Cima

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Professor argentino enaltece a “Ley de Medios” de seu país - Observatório do Direito à Comunicação

Professor argentino enaltece a “Ley de Medios” de seu país - Observatório do Direito à Comunicação

Confiança do consumidor atinge recorde histórico

Consumo garante o crescimento
Os consumidores brasileiros estão mais satisfeitos com a situação atual e otimistas em relação aos próximos seis meses. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgado nesta quarta-feira, alcançou novo recorde histórico, elevando-se em 2,7% de outubro para novembro e alcançando 125,4 pontos.
Dos cinco quesitos que compõem a Sondagem de Expectativas do Consumidor, base para o cálculo do ICC pelo Instituto Brasileiro de Economia da FGV, o Índice da Situação Atual avançou 4,5%, passando de 141,2 para o recorde de 147,5 pontos. O Índice de Expectativas elevou-se em 1,5%, subindo de 111,9 para 113,6 pontos. A proporção de consumidores que avaliam a situação como boa aumentou de 31,7% para 34,6% do total. Já a dos que consideram o quadro ruim diminuiu, caindo de 18,7% para 15,9%.
O indicador que mede as expectativas com a evolução da situação econômica nos meses seguintes passou de 117,5 pontos para 120,2 pontos, entre outubro e novembro. A parcela dos consumidores que projetam melhoria aumentou de 27,3% para 31,7%, enquanto a dos que preveem piora ficou em 11,5%, embora tenha crescido em relação à sondagem anterior, quando foi de 9,8%. A Sondagem de Expectativas do Consumidor é realizada em sete capitais brasileiras, com base numa amostra de mais de 2 mil domicílios. Os dados para a pesquisa de novembro foram coletados entre os dias 1 e 20 deste mês.
Fonte: Correio do Brasil

Entrevista do presidente Lula com os blogueiros sujos

Ficam uns 2 minutos sem som, mas depois melhora:

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Choro Carioca - Música do Brasil

Imperdível! O melhor da música brasileira por R$ 2,00. Nem sei se estudante paga meia.


Quem foi que disse que não há vida inteligente na TV?

Mais um tipo de preconceito: o linguístico

Consideração sobre um tipo (mais um) de preconceito


 Autor: Alex Rodrigues

Perdoar é diviiiiino. Ui!
Considero todo tipo de preconceito e/ou discriminação como perverso e danoso.
Resolvi falar hoje sobre um tipo de preconceito sobre o qual não costumamos discutir muito. Decidi a trazer o tema ao debate, pois tenho me tornado cada vez mais averso a qualquer tipo de preconceito ou discriminação.
Imagine que alguém lhe diga uma das duas sentenças abaixo:
“Tenho que voltar pra casa rápido. cheio de coisa pra mim fazer lá.”
“Peguei só um pouco de chuva. Minha camisa ficou meia molhada.”
Algo doeu aí no seu ouvido?

Leia todo o artigo em Bule Voador

Pai perde a custódia dos filhos por ser agnóstico

Cantemos esta linda canção para os racistas

Você que é negro e/ou pobre, quando um babaca qualquer tentar agredi-lo, sugiro que olhe bem dentro dos olhos do agressor e cante esta linda canção:

sábado, 20 de novembro de 2010

Indicação de leitura: Em Nome de Deus

Sub título: O fundamentalismo no judaísmo, no cristianismo e no islamismo.
Autora: Karen Amstrong
2009
Editora: Cia de Bolso
581 páginas

Para entender os fundamentalismos

Karen Armstrong, uma das principais autoridades em história das religiões, analisa nesta obra terrivelmente atual os movimentos fundamentalistas que se desenvolveram nas três religiões monoteístas: judaísmo, cristianismo e islamismo. Seu ponto de partida é o ano de 1492, data em que ocorreram episódios históricos decisivos para cristãos, judeus e muçulmanos: a descoberta da América, a conquista de Granada e a expulsão dos judeus da Espanha.

É uma obra indispensável aos que desejam compreender o impacto do fundamentalismo sobre a economia, a política e a sociedade em geral.

Igreja Adventista tenta justificar o racismo com base na Bíblia

O autor do artigo faz uma tremenda barafunda. Mas, no meu entendimento, ele quer mesmo é justificar o preconceito.
Leia e tire suas conclusões:


Preconceito e racismo

"Perguntou-lhe Natanael: De Nazaré pode sair alguma coisa boa? Respondeu-lhe Filipe: Vem e vê. João 1:46De acordo com a Lei nº 9459, de 13 de maio de 1997, basta chamar alguém de “negro”, “preto”, “negão”, “turco”, “judeu”, “baiano”, etc., para que o autor fique sujeito a uma pena de um ano de reclusão, além de multa, se ficar provada a intenção de ofender a honra alheia relacionada com cor, religião, raça ou etnia.
Preconceito é uma opinião formada antes de se conhecerem os fatos. É sempre preconceito aplicar as ações de um ou dois indivíduos a todo um grupo, como por exemplo: “Índio é preguiçoso”, “mineiro é desconfiado”, “gaúcho é papudo”, “judeu é pão-duro”.
O preconceito é tão velho quanto a humanidade. Em Números 12:1 lemos: “Miriã e Arão criticaram Moisés, porque ele tinha se casado com uma mulher cusita” (BV).
Este é um exemplo de preconceito racial, pois os cusitas tinham a pele escura e eram estrangeiros. A punição divina por esse preconceito não se fez esperar: “Miriã achou-se leprosa, branca como neve” (v. 10). Que ironia! Por causa de seu preconceito de cor, Miriã foi castigada com a alvura da lepra!
Vários tipos de preconceito são mencionados na Bíblia. Havia o preconceito contra certas profissões (Gn 46:34), em relação à aparência pessoal (1Sm 16:7), ao lugar (2Rs 5:12, Jo 1:46), à classe social (Lc 18:9-14), e aos aspectos sexual e étnico (Mt 15:21-28, Jo 4:9).
Um exemplo positivo de ausência de preconceito racial foi citado por Jesus na parábola do Bom Samaritano, em Lucas 10. Qual dos três viajantes teve compaixão? Quem demonstrou ser o próximo do homem ferido? Não foi o sacerdote, que representava a liderança religiosa, nem o levita, que era um assistente leigo do sacerdote, mas um samaritano, que era estrangeiro e do qual não se esperava simpatia para com os judeus.
Jesus também foi alvo de preconceitos quanto à Sua origem (Jo 8:19), aparência (Is 53:2, 3), intenções (Lc 7:39; 15:1, 2; 19:7), e pelo fato de ter sido criado em Nazaré. Natanael, um de Seus futuros discípulos, ao ser chamado a seguir o Mestre, reagiu com a pergunta preconceituosa: “De Nazaré pode sair alguma coisa boa?”
A resposta que Filipe lhe deu é a melhor que se pode dar a pessoas preconceituosas: “Vem e vê.” Natanael aceitou o convite de Filipe e, ao ver e ouvir a Jesus, reconheceu ser Ele o Filho de Deus.
Antes de julgar os fatos e as pessoas por antecipação, vá até lá e veja. Tome conhecimento da realidade. Só então você poderá ter um conceito. Antes disso, será mero preconceito."


Fonte: Estilo Já.com 

Qual a diferença entre o Corão e a Bíblia, em relação à moral?

Assistam ao vídeo e, depois, tirem suas conclusões:

Só em Curitiba mesmo

Igualzinho aqui no Rio

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Hino à Bandeira

Letra: Olavo Bilac
Música: Francisco Braga

Bilac e Ivan, que dupla!

Salve lindo pendão da esperança, salve símbolo augusto da paz!

Querido símbolo da terra...
Hoje é dia da bandeira. Sou da época em que se cantava o Hino à Bandeira na escola nesse dia. A letra do hino é bonita. Bem parnasiana, pois composta por Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac. Até no nome um verso alexandrino perfeito, tão ao gosto do formalismo parnasiano. Mas para hoje eu escolhi outro poema, de outro grande poeta brasileiro. Grande, porém chamado carinhosamente de poetinha pelos mais chegados:


Pátria Minha
 
Vinicius de Moraes

A minha pátria é como se não fosse, é íntima
Doçura e vontade de chorar; uma criança dormindo
É minha pátria. Por isso, no exílio
Assistindo dormir meu filho
Choro de saudades de minha pátria.

Se me perguntarem o que é a minha pátria direi:
Não sei. De fato, não sei
Como, por que e quando a minha pátria
Mas sei que a minha pátria é a luz, o sal e a água
Que elaboram e liquefazem a minha mágoa
Em longas lágrimas amargas.

Vontade de beijar os olhos de minha pátria
De niná-la, de passar-lhe a mão pelos cabelos...
Vontade de mudar as cores do vestido (auriverde!) tão feias
De minha pátria, de minha pátria sem sapatos
E sem meias pátria minha
Tão pobrinha!

Porque te amo tanto, pátria minha, eu que não tenho
Pátria, eu semente que nasci do vento
Eu que não vou e não venho, eu que permaneço
Em contato com a dor do tempo, eu elemento
De ligação entre a ação o pensamento
Eu fio invisível no espaço de todo adeus
Eu, o sem Deus!

Tenho-te no entanto em mim como um gemido
De flor; tenho-te como um amor morrido
A quem se jurou; tenho-te como uma fé
Sem dogma; tenho-te em tudo em que não me sinto a jeito
Nesta sala estrangeira com lareira
E sem pé-direito.

Ah, pátria minha, lembra-me uma noite no Maine, Nova Inglaterra
Quando tudo passou a ser infinito e nada terra
E eu vi alfa e beta de Centauro escalarem o monte até o céu
Muitos me surpreenderam parado no campo sem luz
À espera de ver surgir a Cruz do Sul
Que eu sabia, mas amanheceu...

Fonte de mel, bicho triste, pátria minha
Amada, idolatrada, salve, salve!
Que mais doce esperança acorrentada
O não poder dizer-te: aguarda...
Não tardo!

Quero rever-te, pátria minha, e para
Rever-te me esqueci de tudo
Fui cego, estropiado, surdo, mudo
Vi minha humilde morte cara a cara
Rasguei poemas, mulheres, horizontes
Fiquei simples, sem fontes.

Pátria minha... A minha pátria não é florão, nem ostenta
Lábaro não; a minha pátria é desolação
De caminhos, a minha pátria é terra sedenta
E praia branca; a minha pátria é o grande rio secular
Que bebe nuvem, come terra
E urina mar.

Mais do que a mais garrida a minha pátria tem
Uma quentura, um querer bem, um bem
Um libertas quae sera tamem
Que um dia traduzi num exame escrito:
"Liberta que serás também"
E repito!

Ponho no vento o ouvido e escuto a brisa
Que brinca em teus cabelos e te alisa
Pátria minha, e perfuma o teu chão...
Que vontade de adormecer-me
Entre teus doces montes, pátria minha
Atento à fome em tuas entranhas
E ao batuque em teu coração.

Não te direi o nome, pátria minha
Teu nome é pátria amada, é patriazinha
Não rima com mãe gentil
Vives em mim como uma filha, que és
Uma ilha de ternura: a Ilha
Brasil, talvez.

Agora chamarei a amiga cotovia
E pedirei que peça ao rouxinol do dia
Que peça ao sabiá
Para levar-te presto este avigrama:
"Pátria minha, saudades de quem te ama...
Vinicius de Moraes."


Maioria do povo romeno sente saudades do socialismo

O texto abaixo é um trecho de um artigo publicado no site da Fundação Lauro Campos (PSOL). Não etendi muito bem o porquê da palavra "Surpresa" no título, mas tudo bem. Melhor que nada.

"Surpresa: os romenos opinam agora que o comunismo realmente existente era melhor do que o capitalismo realmente existente"

Bem de trotskistas pode-se esperar tudo. Até coisas boas. 

É sempre bom lembrar que o regime comunista caiu depois do assassinato do casal Ceaucescu (Nicolau e Helena) na noite de Natal de 1989. Se o povo romeno sente saudades de um regime liderado por Ceaucescu é porque o capitalismo é muito ruim mesmo.



Ceaucescu deixou saudades
"De acordo com uma pesquisa de opinião recentemente efetuada na Romênía, a maior parte da população afirma que a vida era melhor com o partido comunista no poder do que na atualidade, sob o capitalismo. O grosso dos entrevistados dava uma visão positiva do comunismo e mais de 60% o considerava, em princípio, uma "boa ideia". Os entrevistadores observaram um incremento significativo da afinidade com o ideário comunista em comparação com uma pesquisa similar realizada quatro anos antes.
Realizada entre agosto e setembro do presente ano pelo instituto romeno de sondagens de opinião CSOP, a pesquisa mostrava que mais de 49% coincidia em que a vida era melhor sob o governo do falecido líder comunista Nicolae Ceausescu, enquanto que só 23% pensava que a vida hoje é melhor. O resto dava uma resposta neutra ou não sabe/não tem opinião.
As razões oferecidas para a avaliação positiva do período comunista eram principalmente econômicas: 62% mencionaram a disponibilidade de postos de trabalho, 26% as condições de vida dignas e 19% a moradia universalmente garantida.
A pesquisa foi patrocinada pela organização IICMER (Instituto para a Investigação dos Crímes do Comunismo e da Memória do Exilio Romeno), financiada publicamente com o fim de contribuir à labor de "educar" a população sobre os males do comunismo. Entre as decepções mais amargas que os resultados da pesquisa proporcionaram a esta organização, se contam respostas à pergunta sobre se os entrevistados ou suas familias haviam sofrido sob o sistema comunista."

OBS: o mapa é para os ignorantes que não sabem onde fica a Romênia. Não é uma rua de Laranjeiras; é um país da Europa Oriental que fala uma língua neolatina, o romeno. Dizem que dá até pro falante de português entender o que um romeno fala. Tenho dúvidas.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Imbecilidade e preconceito na RBS

Este comentarista parte de alguns conceitos corretos (volúpia por competição, por exemplo) pra chegar a conclusões estúpidas. Não é verdade que apenas aqueles que "nunca leram um livro" cometam insanidades no trânsito. Conheço muito doutor que quando está ao volante de um automóvel se revela um monstro, um irresponsável.



O animal (irracional) ainda culpa o governo que "popularizou o automóvel".

A senadora Ideli Salvati (PT-SC) condenou o pronunciamento preconceituoso de um colunista da RBS de Santa Catarina, afiliada da Globo.

Ideli (clique AQUI e assista ao vídeo) referiu-se com mais ênfase aos trechos notoriamente preconceituosos e inaceitáveis numa concessão de serviço público, que é a televisão. O senador Magno Malta (PR-ES) lembrou que a televisão é uma concessão e, portanto, a Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado deveria chamar o dono da RBS às falas.

Bancário inadimplente não pode mais ser demitido por justa causa


"Já imaginou ainda levar uma justa causa?"
"O bancário inadimplente pode deixar de ser passível de demissão por justa causa. O Plenário do Senado aprovou na quarta-feira (17) projeto de lei da Câmara (46/08) com objetivo de revogar o artigo 508 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que permite a demissão por justa causa dos bancários "por falta contumaz de pagamento de dívidas legalmente exigíveis". O projeto vai à sanção do presidente da República.

Segundo o autor da proposta, o funcionário do BB e deputado federal Geraldo Magela (PT-DF), esse artigo representa 'uma demonstração clara de discriminação no trabalho e é totalmente incompatível com os preceitos da Constituição Federal, especialmente os previstos no artigo 5º, que estabelece os direitos fundamentais das pessoas". Para o autor da matéria, não há, portanto, razão alguma para a manutenção "de tamanha agressão aos trabalhadores bancários'.

O texto recebeu parecer favorável do senador Paulo Paim (PT-RS) e foi aprovado sem emendas pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Para Paim, essa norma 'está em absoluta desconformidade com os princípios constitucionais relativos ao devido processo legal e à dignidade humana'".


Leia mais em: Sindicato dos Bancários de Campina Grande-PB

terça-feira, 16 de novembro de 2010

DAR PALMADAS OU NÃO DAR PALMADAS ?

Quando os pais são os algozes
Autora: Meire Gomes


Agredir uma criança educa?
"Nasceu de parto natural, foi amamentado ao seio até 6 meses de vida e apresentou desenvolvimento neurológico compatível com sua idade. Como os outros irmãos, recebia palmadas ‘educativas’ rotineiramente.
Aos 4 anos de vida foi estapeado pelo pai [para aprender a dormir cedo]. Sofreu episódio convulsivo por traumatismo craniano e perdeu a consciência.
Foi internado em Unidade de Terapia Intensiva e ao recuperar a consciência estava sem capacidade de falar, alheio ao ambiente e com deficiência de força nos braços e pernas.
Voltou a andar aos 5 anos, quando passou a emitir palavras soltas até estabelecer diálogo contendo verbos dois anos após. Frequentou escola regular mas não aprendeu a ler. Não faz operações matemáticas básicas e não reconhece cores.
Apresenta facies oligofrênico*, o discurso mostra vocabulário pobre e troca de fonemas. Há sinais de automutilação** em rosto, braços e pernas.
Postura depressiva grave. Responde “nada” à pergunta sobre o que lhe traz felicidade. Fala em morrer, “eu qué levá um tiro”.
O pai , que nunca foi punido, morreu há 10 anos."

Atendimento realizado no dia 11/11/2010

Texto integral AQUI

Música erudita para iniciantes

Copicolado do excelente blog de Milton Ribeiro:

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Quem tem razão dentro do PSDB?

A culpa da Executiva do PSDB

Questão de ordem, companheiro!
Do Valor

Por Antonio Carlos Almeida

A derrota precisa ter consequências. É inacreditável a discussão corrente sobre quem é responsável pela terceira derrota consecutiva do PSDB para presidente e a segunda derrota de José Serra. Uns dizem que o responsável é Aécio Neves, outros dizem que não. Só não vê quem não quer: os responsáveis pela derrota são os dirigentes nacionais do PSDB, a executiva nacional do partido. Nada é mais simples do que essa constatação. Foi a direção nacional do partido que decidiu escolher Serra candidato a presidente, foi a mesma direção que decidiu dar carta branca para Serra e seu exército de Brancaleone fazer a campanha como melhor lhe conviessem. O tempo de TV é do partido, mas Serra o utilizou da forma que quis. O responsável por isso foi o partido.

O desempenho eleitoral de Serra foi pífio: ele teve somente 44% dos votos válidos, isto é, apenas 2,4% a mais de votos do que Geraldo Alckmin teve no primeiro turno de 2006 (41,6%). Alckmin disputou a eleição contra Lula, que disputava uma reeleição. No linguajar político tradicional, Serra perdeu para um poste, o poste que Lula resolveu apoiar. Em 2009 foram inúmeras as vezes que Aécio afirmou que estava à disposição do partido para ser candidato. O partido se dobrou a Serra e deixou o ex-governador de São Paulo anunciar a sua candidatura quando considerasse mais adequado.

Pra quem tiver saco de ler todo o artigo no Blog do Nassif.

 

Praia de Botafogo no dia da inauguração da Sears

Foto interessante da orla de Botafogo

 Prof. Milton Teixeira

"Essa foto em anexo foi batida em 1949 pelo fotógrafo alemão Kurt Klagsbrunn e mostra o povo fazendo fila para entrar na Loja SEARS ROEBUCK, que estava sendo inaugurada nesta data na praia de Botafogo, esquina de rua Alfredo Gomes. A SEARS fez grande sucesso entre nós como a 1ª loja de departamentos da Zona Sul; e eram famosos entre seus frequentadores seu ar condicionado perfeito e as escadas rolantes, as primeiras da Zona Sul. A propaganda do ar condicionado deve ter aterrorizado tanto as pessoas que muitos visitantes foram encasacados, apesar de ser final de ano e fazer calor.
 
Praia de Botafogo, 1949 (*)
 
 
Ao centro, aparece o famoso sobrado erguido antes de 1870 pelo 2o. Barão de Alegrete; transformado em 1917 no Colégio Aldridge, para meninas, que o ocupou por dez anos. Em 1929 o casarão passou a sediar o Colégio Anglo Americano, o qual teve longa vida, durando até 1974, quando o estabelecimento de ensino fechou as portas e o palacete foi vendido à SHELL, que o colocou abaixo criminosamente para ali levantar um dos prédios mais feios da orla, o "Idi Amim", todo em vidro fumée.
A SEARS, por sua vez, fechou as portas em fins da década de 1980 para ressurgir no início do século XXI como Botafogo Praia Shopping, então de propriedade do finado Roberto Marinho."
 
(*) a foto foi publicada no livro do George Ermakoff - "Rio de Janeiro - 1930/1960 - Uma crônica fotográfica", editado em 2008 pela G. Ermakoff Editora.

CNJ afasta juiz que chamou Lei Maria da Penha de “diabólica”

Dr Edilson Rumbelsperger (*)
Por nove votos a seis, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu nesta terça-feira afastar um juiz de Sete Lagoas (MG) de suas atividades que considerou inconstitucional a Lei Maria da Penha em diversas ações contra homens que agrediram suas companheiras. Edilson Rumbelsperger Rodrigues alegava que a legislação reunia “um conjunto de regras diabólicas” e que “a desgraça humana começou por causa da mulher”. O grupo que votou a favor do afastamento do juiz entendeu que ele usou em suas decisões uma linguagem discriminatória e preconceituosa.
O afastamento do juiz está previsto na Lei Orgânica da Magistratura, que considera “grave” a atitude de um magistrado. Porém, não o leva a aposentadoria compulsória. Rodrigues receberá salário proporcional ao tempo de serviço e poderá pleitear o retorno ao trabalho após dois anos de afastamento.
Em nota divulgada para sua defesa, Rodrigues disse que não ofendeu ninguém, apenas se posicionou contra a legislação “em tese”.

Detalhes sobre o processo do CNJ aqui.
Uma entrevista com o juiz misógino aqui.
O juiz afastado cita Deus e Jesus frequentemente em seu site pessoal.

(*) já repararam que eles diicilmente se chamam José de Oliveira?

Será que meu dono é um idiota?

Não somos os schnauzers do Marcio Tavares

As meninas e o velhinho





E tem aquela do chinês chamado Jacó:
Fazia fazia muito tempo que o Jacó não dava uma transada. 
Chegou na zona e disse para a menina: 
- Quanto você cobra? 
- 200,00 reais. 
- Muito caro....que isso??? Muito caro!!! 
- Então, tá... 100,00 reais. 
- Não, não.....eu só tenho 12,00 reais. 
- É muito pouco...por isso eu não dou..... 
- Então eu te dou 12,00 reais e o celular. 
A gata pensou, pensou e disse: 
- Topo. 
Foram para o quarto e deram uma senhora de uma transada...

O Jacó levantou, botou as calças e deu 12,00 reais para a moça, que 
falou: 
- E o celular? 
- Anote aí....9614-9224 ! ! ! ! ! ! ! ! !

domingo, 14 de novembro de 2010

2010 é o ano da roubalheira pro Coringão

 Ano passado a roubalheira foi pra ajudar o Flamengo.

Dossiê quase completo dos VÍDEOS da roubalheira versão 2010.

Rodrigo Maia, esse é o homem!

 RODRIGO MAIA DESTRUIU O PARTIDO DEMOCRATAS

"Vinte e cinco anos depois de sua criação , o DEM (ex-PFL) dificilmente permanecerá o mesmo. No declínio do seu antigo poder, ligado em especial a velhas oligarquias estaduais e ao regime militar, o partido apresenta uma divisão interna que pode significar o fim da linha no quadro político. Longe do poder federal desde 2002, enfraquecido pela morte de antigos caciques e pela aposentadoria de outros, a sigla que serviu de sustentação para os governos de José Sarney, de Fernando Collor, de Itamar Franco e de Fernando Henrique Cardoso se equilibra em uma bancada extremamente desidratada, tanto na Câmara quanto no Senado. Há apenas um nome considerado forte, o prefeito da maior cidade do país, Gilberto Kassab (SP), exatamente o principal arquiteto de uma possível, mas cada mais improvável, fusão com o PMDB."

"Acho que eu fiz merda!"
 Leia o texto de Ivan Iunes em Aposentado Invocado.

O Rio é lindo visto de qualquer ângulo

Canal do Jardim de Alah (*), ao amanhecer, visto da Lagoa
(*) alguém saberia me dizer o porquê desse nome?
Já descobri na Wikipedia.

Essa Marina morena não toma jeito

Quem reclama agora é o ministro Gil. Curtemos:

Essa Marina vive se pintando

Essa é pra começar bem o domingo.

O grande Dorival não gostava que ela se pintasse. Ciumeeeento que só.

Aprendendo com a Bíblia XI - A morte de todos os primogênitos do Egito

Quem lê um pouquinho apenas do velho testamento percebe claramente que o deus bíblico Jeová não passa de um deus tribal de quinta categoria, ciumento e orgulhoso, um brutamontes exibido que abusa de seu poder como bem entende.

O faraó teve seu filho assassinado pelo deus cristão


Por exemplo, na décima praga do Egito, o assassinado dos primogênitos. Deus, em mais um ataque de megalomania, perverte totalmente o livre arbítrio, que os crentes supõem que as pessoas tem, ao endurecer propositalmente o coração do faraó, e para quê? Nem os primogênitos dos animais se livraram da ira "divina". APENAS PARA SE EXIBIR!

Sim, o motivo de deus endurecer o coração de faraó é para que as pessoas possam ver "as maravilhas de deus", que é a morte de milhares de crianças inocentes!



Êxodo 7, 3 Eu, porém, endurecerei o coração de Faraó, e multiplicarei na terra do Egito os meus sinais e as minhas maravilhas.

Êxodo 11, 4
Disse mais Moisés: Assim o SENHOR tem dito: Å meia noite eu sairei pelo meio do Egito;

Êxodo 11, 5
E todo o primogênito na terra do Egito morrerá, desde o primogênito de Faraó, que haveria de assentar-se sobre o seu trono, até ao primogênito da serva que está detrás da mó, e todo o primogênito dos animais.

Êxodo 11, 6
E haverá grande clamor em toda a terra do Egito, como nunca houve semelhante e nunca haverá;

Êxodo 11, 7
Mas entre todos os filhos de Israel nem mesmo um cão moverá a sua língua, desde os homens até aos animais, para que saibais que o SENHOR fez diferença entre os egípcios e os israelitas.

Êxodo 11, 8
Então todos estes teus servos descerão a mim, e se inclinarão diante de mim, dizendo: Sai tu, e todo o povo que te segue as pisadas; e depois eu sairei. E saiu da presença de Faraó ardendo em ira.

Êxodo 11, 9
O SENHOR dissera a Moisés: Faraó não vos ouvirá, para que as minhas maravilhas se multipliquem na terra do Egito.


Esse deus dos cristãos e judeus é muito legal né? Claro que isso tudo é lenda. Mas, mesmo assim, esse assassinato em massa de crianças é comemorado na Páscoa. O Pessach hebraico.

"Gran Turismo 5" chega aos EUA em 24 de novembro

A Sony finalmente anunciou a data de lançamento de "Gran Turismo 5", seu simulador de corridas. A data é oportuna, dia 24 de novembro, um dia antes do feriado de Ação de Graças, uma das datas mais importantes para os norte-americanos.

Leia mais AQUI.



O jogo chega a tempo para o grande desconto de final de ano, a "Black Friday", que ocorre no dia após o feriado e data na qual os americanos vão às lojas atrás de descontos e oportunidades únicas de compra.

sábado, 13 de novembro de 2010

Estou fazendo a dieta das frutas

Eu preciso emagrecer. Por isso resolvi aderir à dieta das frutas.
Desta vez emagreço, se Deus quiser!

Hoje, na hora do almoço, comi 15 bagos de jaca, 1 abacate, meia melancia e 5 fatias de abacaxi.
De sobremesa, um cacho de uvas Itália.
Será que vai dar certo? Tomara!

Eduardo Gianetti, mau caráter ou doutor de araque?

A Miséria da Economia

Excelente texto assinado por Andalex e publicado no Blog do Nassif.

Pra cer inbessil como eu tem qui istudar muintu


Aqui um aperitivo:

"Lembro-me do Prof. Gianetti como um economista pouco afeito ao rigor metodológico. Ele parecia mais um ideólogo do neoliberalismo. Seu discurso era um misto de conceitos economicos com filosofia liberal. Hayek, Locke, Voltaire, e aqui e ali algo tipicamente economês: deflação, taxa, curva de crescimento, feedback negativo, etc, etc. Lembro-me claramente, como se fosse hoje, ele com uma cara de deboche, dizendo a um colega de sala que não sabia o que era reificação. "Reificação? O que é isso? Não entendo esse conceito". E recusou-se a comentar este conceito marxista e sua critica ao capitalismo. Isso me pareceu emblemático de seu caráter."

Mino Carta e a despedida do jagunço Itagiba

Nos livramos de mais este velhaco. Assim como
nos livramos de seus ex-chefes, a famigerada família Garotinho

Perdeu, otário, mão na cabeça!
Na Câmara Federal, o ex-deputado tucano Marcelo Itagiba, ex-emedebista, ex-policial, deita falação para injuriar alguns jornalistas, precisamente aqueles que atuaram do lado oposto à compacta campanha de ódio a favor de José Serra desencadeada pela mídia nativa. Luiz Carlos Azenha é inepto, Bob Fernandes é mentecapto, mercenário desqualificado. Leandro Fortes, famigerado mitômano. Palmério Doria, profissional da mentira. Paulo Henrique Amorim, crápula. Luis Nassif, estelionatário. Marcelo Auler, hidrófobo. Quanto a mim, sou um velhaco de trajetória venal."

Creio que para os colegas ofendidos as injúrias de Itagiba equivalham a outros tantos reconhecimentos de honradez e qualidade profissional. O acima assinado passará a incluir as definições desse sabujo da tucanagem despenada entre as mais favoráveis que recebeu ao longo da sua vida de jornalista. Uma do colega Nirlando Beirão, companheiro de diversas jornadas: “Nunca o vi vacilar à frente dos poderosos”. A outra do então ditador aposentado João Baptista Figueiredo, pronunciada em 1988: “Ele é um chato que questiona tudo, reescreveria até os Evangelhos, Geisel o detestava, mas não tem rabo preso”.

Por Mino Carta

Torquato Neto com Jards Macalé e Paulo José

Esse vídeo é legal pra quem pensa que Torquato Neto só fez "Pra dizer adeus". Aquela linda canção romântica em parceria com Edu Lobo.

Eu vi esse vídeo no blog do KLAXONSBC. Não resisti e tasquei no meu.
Curtam:

Folha cede espaço para racistas

 Sim, eu tenho preconceito 
 LEANDRO NARLOCH

Logo depois de anunciada a vitória de Dilma Rousseff, pingaram comentários preconceituosos na internet contra os nordestinos, grupo que garantiu a vitória da candidata petista nas eleições.

A devida reação veio no dia seguinte: a expressão "orgulho de ser nordestino" passou a segunda-feira como uma das mais escritas no microblog Twitter.

O racismo das primeiras mensagens é, obviamente, estúpido e reprovável. Não se pode dizer o mesmo de outro tipo de preconceito -aquele relacionado não à origem ou aos traços físicos dos cidadãos, mas ao modo como as pessoas pensam e votam. Nesse caso, eu preciso admitir: sim, eu tenho preconceito.

Eu tenho preconceito contra os cidadãos que nem sequer sabiam, dois meses antes da eleição, quem eram os candidatos a presidente. No fim de julho, antes de o horário eleitoral começar, as pesquisas espontâneas (aquela em que o entrevistador não mostra o nome dos candidatos) tinham percentual de acerto de 45%. Os outros 55% não sabiam dizer o nome dos concorrentes. Isso depois de jornais e canais de TV divulgarem diariamente a agenda dos presidenciáveis.

É interessante imaginar a postura desse cidadão diante dos entrevistadores. Vem à mente uma espécie de Homer Simpson verde e amarelo, soltando monossílabos enquanto coça a barriga: "Eu... hum... não sei... hum... o que você... hum... está falando". Foi gente assim, de todas as regiões do país, que decidiu a eleição.
Tampouco simpatizo com quem tem graves deficiências educacionais e se mostra contente com isso e apto a decidir os rumos do país.

São sujeitos que não se dão conta de contradições básicas de raciocínio: são a favor do corte de impostos e do aumento dos gastos do Estado; reprovam o aborto, mas acham que as mulheres que tentam interromper a gravidez não devem ser presas; são contra a privatização, mas não largam o terceiro celular dos últimos dois anos. "Olha, hum... tem até câmera!".

Para gente assim, a vergonha é uma característica redentora; o orgulho é patético. Abster-se do voto, como fizeram cerca de 20% de brasileiros, é, nesse caso, um requisito ético. Também seria ótimo não precisar conviver com os 30% de eleitores que, segundo o Datafolha, não se lembravam, duas semanas depois da eleição, em quem tinham votado para deputado.

Não estou disposto a adotar uma postura relativista e entender esses indivíduos. Prefiro discriminá-los. Eu tenho preconceito contra quem adere ao "rouba, mas faz", sejam esses feitos grandes obras urbanas ou conquistas econômicas.

Contra quem se vale de um marketing da pobreza e culpa os outros (geralmente as potências mundiais, os "coronéis", os grandes empresários) por seus problemas. Como é preciso conviver com opiniões diferentes, eu faço um tremendo esforço para não prejulgar quem ainda defende Cuba e acredita em mitos marxistas que tornariam possível a existência de um "candidato dos pobres" contra um "candidato dos ricos".
Afinal, se há alguma receita testada e aprovada contra a pobreza, uma feliz receita que salvou milhões de pessoas da miséria nas últimas décadas, é aquela que considera a melhor ajuda aos pobres a atitude de facilitar a vida dos criadores de riqueza.

É o caso do Chile e de Cingapura, onde a abertura da economia e a extinção de taxas e impostos fizeram bem tanto aos ricos quanto aos pobres. Não é o caso da Venezuela e da Bolívia.

Por fim, eu nutro um declarado e saboroso preconceito contra quem insiste em pregar o orgulho de sua origem. Uma das atitudes mais nobres que alguém pode tomar é negar suas próprias raízes e reavaliá-las com equilíbrio, percebendo o que há nelas de louvável e perverso. Quem precisa de raiz é árvore.

Informática fácil - Formatação física de HD

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Soninha sem nenhum caráter

Feliz é o ateu

Catanhêde(*) já está em campanha para 2014

E ainda faltam longos 49 meses para as próximas eleições presidenciais. Mas a menina é danadinha.

Ouvi dizer que ela gosta de tapas no bumbum na hora do rala e rola


Herança maldita BRASÍLIA -Foi só passar a eleição com seus programas alegres e coloridos e a realidade insiste em pipocar nas suas mais variadas formas. Como uma chuva de bolinhas, não exatamente de papel.
Aliás, o escândalo da vez é no banco PanAmericano, do Sílvio Santos, que visitou Lula no meio da campanha e é dono também do SBT, a rede que reduziu o rolo de fita da agressão a José Serra no Rio a uma mera bolinha de papel. Deve ser só coincidência. De concreto, o rombo é milionário, a solução foi negociada com BC e CEF e tudo foi descoberto durante a campanha, mas só divulgado agora.
Outro "probleminha" detectado antes da eleição, mas que vem à tona depois dela, é que uma das turbinas da usina de Itaipu, com mais de 30 anos de uso, apresenta trincas de até 30 cm. Quantas outras estão assim? Taí uma boa pergunta, enquanto os dez partidos aliados se estapeiam pelo rico Ministério de Minas e Energia.
E como o país da urna eletrônica, um dos sistemas mais sofisticados de votação do mundo, não consegue fazer o Enem direito? Rolou de tudo um pouco. Teve prova repetida, erro de gabarito, aluno tuitando, um festival de irregularidades. É nisso que dá fazer as coisas sem licitação -uma semana depois do segundo turno.
Para completar, mal acabaram de fechar as urnas e lá vem a eleita falar em CPMF, enquanto projetos de aumentos salariais tramitam no Congresso e grassa a suspeita de que as contas públicas chegam a 2011 fora de controle.
Deve ser por essas e outras que se discute a tal regulamentação da mídia, uma das coisas que a gente sabe como começa e não sabe como acaba. Como as CPIs dos bons tempos do PT na oposição, lembra?
Lula deveria ter pensado bem antes de abandonar o governo às moscas e às Erenices para só fazer campanha. Até porque Dilma, coitada, não vai ter a surrada bengala da "herança maldita".

(*) o cincunflexo é só um charme a mais

Fale com a moça, ela é legal: elianec@uol.com.br

Eles eram apenas nove (Ferreira Gullar)

Comunista antigamente só andava de terno

Eles eram poucos.
E nem puderam cantar muito alto a Internacional.
Naquela casa de Niterói em 1922.
Mas cantaram e fundaram o partido.
Eles eram apenas nove, o jornalista Atrogildo, o contador Cordeiro, o gráfico Pimenta, o sapateiro José Elias, o vassoureiro Luís Peres, os alfaiates Cendon e Barbosa, o ferroviário Hermogênio.
E ainda o barbeiro Nequete, que citava Lênin a três por dois.
Em todo o país eles eram mais de setenta.
Sabiam pouco de marxismo, mas tinham sede de justiça e estavam dispostos a lutar por ela.
Faz sessenta anos que isso aconteceu, o PCB não se tornou o maior partido do ocidente, nem mesmo do Brasil.
Mas quem contar a história de nosso povo e seus heróis tem que falar dele.
Ou estará mentindo.

Ferreira Gullar

A Internacional com Renato Braz

Para desespero da direita


Ainda como parte das comemorações da Grande Revolução de Outubro, ouça no blog do Luis Nassif esta interpretação bem brasileira e linda com Renato Braz.

A Internacional com Renato Braz

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Hoje eu estou sem saco pra postar

Então, aqui vão duas quadrinhas muito biitinhas:

Batatinha quando nasce
Se esparrama pelo chão,
Trago papai no bolso
E mamãe no coração.

Outra:
Lá em cima daquele morro
Passa boi, passa boiada,
Também passa o Joel Bueno
Com a cueca remendada

Tem um doido lá no Chile que acessa essa merda todo dia

Quem será?

Solidariedade ao Chile



Será que é o mesmo que acessava de Bremen, na Alemanha. Era meu leitor assíduo. Mas já deve ter sido internado porque nunca mais apareceu. Esse do Chile é outro doido, ou, então, é um espião da Al Qaeda me monitorando. Só esperando uma oportunidade pra me trucidar pelas blasfêmias que eu cometo aqui neste espaço. Foda-se! A FAPES paga minha pensão.

Repito: o Islã consegue ser pior que o cristianismo. É a religião mais perigosa do planeta. Se tivesse que escolher um lado, ficaria com os EUA. Lá, pelo menos,  a gente pode tomar uma caipirinha de vez em quando.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Aprendendo com a Bíblia IX - Escravidão

 Doutores da Igreja Católica justificam a escravidão

São Tomás Aquino Rego



"Escravidão entre os homens é natural, porque alguns são escravos naturalmente, de acordo com o Filósofo (Polit. i, 2). Agora, a escravidão pertence ao direito das nações, como diz Isidoro (Etym, v.4). Portanto os direitos das nações é um direito natural." - Sto. Tomás Aquino, Summa Theologica, "On justice".

Sto Agostinho: "A escravidão é natural"


"A causa primeira... da escravidão é o pecado, que leva o homem ao domínio do seu semelhante - o que não acontece salvo pela vontade de Deus, no qual não há injustiça, e o qual sabe aplicar punições para todo tipo de ofensas." - Sto. Agostinho, City of God, Book XIX, Chapter. 15.

Jesus e a escravidão:

Jesus, em uma de suas 'belas' parábolas, usa especificamente a tortura de escravos para exemplificar como será (seria?) o castigo para as pessoas na sua volta: aquele escravo que não sabia o que devia fazer e fez errado, receberá menos açoites, já aquele que sabia o que fazer e mesmo assim fez errado, receberá mais açoites. Vejam a tranquilidade com que Jesus fala de bater em escravos. Ele estava plenamente confortável com a idéia de que um escravo podia ser surrado, mesmo que ele não soubesse o que era para fazer!

Lucas 12:47 Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites

Lucas 12:48 Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão. 

Em mais uma 'bela' parábola, Jesus compara o reino dos céus a um rei que vai cobrar os seus escravos, e quando eles não tem dinheiro, com a maior naturalidade do mundo, manda vender a ele, sua mulher e seus filhos!

Mateus 18:23 Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos

Mateus 18:24 E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos

Mateus 18:25 Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga.

Ou seja, Jesus não via nenhum problema em vender os filhos como escravos. Afinal de contas ele era judeu, e já vimos anteriormente que a lei mosaica permitia vender a família para pagar dívidas. Legal né?


Vai daí que:


Todas aquelas pessoas que viveram nos séculos passados, e que se embasaram na bíblia para apoiar a escravidão, estavam interpretando a bíblia corretamente. Apenas colocavam em prática aquilo que o deus deles tinha autorizado a fazer. A lei mosaica dada por deus apoiava a escravidão; Jesus apoiava a escravidão; e os apóstolos apoiavam a escravidão.

É difícil para os cristãos de hoje entenderem isso porque eles não estão acostumados a ver a bíblia pelo que ela é, mas sim por aquilo que eles querem que ela seja. Isso é o resultado da verdadeira lavagem cerebral que começa na mais tenra idade

A moralidade que a bíblia prega não vale mais para os dias de hoje.  Nós já superamos essa moralidade, melhoramos, evoluímos, aprendemos, e apesar de tudo ainda temos que amadurecer mais, para deixar crenças imbecis onde elas devem ficar: no passado. Não precisamos mais delas. 

Não deixem suas crianças chegarem
perto desse livro!